Sexta, 14 Julho 2017 14:39

14 de julho 1789 - A queda da Bastilha

Escrito por

Era 1789, Maria Antonieta, então rainha da França, estava nos seus aposentos quando os criados falaram pra ela que havia um grupo de pessoas famintas na porta do palácio pedindo comida mas que não havia nas dispensas no momento. Indignada ela teria dito: "Se não tem comida, dê-lhes brioches" (pães finos, e bolo), que sempre sobravam das fartas festas do Palácio de Versalhes, mas que não serviam para matar a fome daquelas pessoas. Dizem que esta frase inflamou a população, se transformando em um dos estopins para a Revolução Francesa e a famosa "Queda da Bastilha", uma fortaleza usada pela realeza como prisão estatal e historicamente associada ao acontecimento. Como consequência da Revolução que se seguiu, a rainha Maria Antonieta e o seu marido Luiz XVI, foram mortos na guilhotina.

Max Matos, dizendo tudo.

Quinta, 13 Julho 2017 00:24

Povo brasileiro desencantado

Escrito por

Desencantado, o povo já percebeu que o universo político caiu no descrédito porque é totalmente comprometido.
Anos e anos se passam e a corrupção geral permanece no Congresso, nos governos e governantes.
Em quem se pode confiar? Nem a formação de uma Comissão de Ética é confiável porque não tem um escolhido que não tenha rabo preso, que não esteja respondendo a um processo.
Numa lista de suspeitos da Operação Lava Jato, estão os dois presidentes das respectivas Casas Constitucionais.
Então, em quem se pode confiar?

Max Matos, dizendo tudo.

Quarta, 12 Julho 2017 23:56

IGREJAS: Cadeirantes seriam fiéis de 2ª classe?

Escrito por

Sou católico, e defendo a minha opção religiosa com amor e muita convicção, mas também com muita independência. Razão porque não me nego a enxergar e externar de forma respeitosa, coerente e democrática sobre algumas coisas que discordo. São coisas que me deixam indignado porque nos fazem ficar em desvantagem com as outras igrejas diferentes em profissão de fé. Apesar das pesquisas não nos serem favoráveis, não digo que estamos perdendo fiéis, porque também ganhamos novos adeptos a cada dia.

E aí eu cito como um dos exemplos deste ganho, o carismático Padre Marcelo Rossi, que com o seu estilo inovador e corajoso, contribuiu muito, revolucionando a imagem da missa, ao conseguir colocar milhares de pessoas semanalmente num mesmo espaço para assisti-la. Privilégio até então alcançado apenas por uma Igreja, das chamadas evangélicas.
Igrejas.

O preâmbulo é para dar suporte a uma dessas coisas da nossa igreja que considero inadmissíveis. Se não, vejamos: Se somos todos iguais perante Deus, se temos direito ao mesmo tratamento, se nenhum de nós pode ser impedido de adentrar aos nossos templos de culto para exercitarmos a nossa fé quer sejamos pobres ou ricos, negros ou brancos, perfeitos de mente ou de idéias, porque então os cadeirantes ficam impedidos de orar dentro das igrejas? Não que as igrejas os proíbam. Mas não lhes facilitam o acesso. Se os cadeirantes são deficientes físicos, nós estamos sendo verdadeiros deficientes de consciência por permiti-los passar por essa verdadeira Via Crucis que estes também fiéis, enfrentam para assistirem suas missas nas igrejas, sejam elas próximas ou não das suas residências, onde na sua maioria não possuem rampas para uma melhor mobilidade das cadeiras de rodas. A Rampa após muitos anos a Igreja de Santana aqui em Nazaré, lembrou que os cadeirantes também são fiéis e não podem ser dispensados das missas, e instalou uma rampa de estrutura metálica na lateral do templo para uso dos fisicamente menos perfeitos.

A nossa Arquidiocese é composta por religiosos sensíveis e inteligentes e com certeza eles já perceberam essa carência. Mas ao que parece, ainda não pode ser posta em prática a busca da solução. Poderia ser por exemplo; a promoção de uma campanha para recolher fundos em prol da construção ou instalação de rampas. Isso traria a felicidade de muitos que até então estão sendo involuntariamente esquecidos, e sentindo-se até como católicos de segunda classe.
Tenho certeza que essa iniciativa encontraria apoio dos fiéis e freqüentadores, já que a lei municipal que trata desse assunto é bastante abrangente, mas não específica para este fim.

Max Matos, dizendo tudo

Brasil:

O nosso povo precisa mudar o seu comportamento, pra assim poder mudar o nosso decadente quadro político.
Eu defendo isso há muitos anos. Só que é impossível o povo mudar por forças próprias.
Defendo o que eu chamaria de Revolução Cultural a Brasileira, pra que a população pudesse aprender tudo de novo porém, da forma correta e decente, pra que pudéssemos nos reeducar, corrigindo os nossos maus hábitos que tanto nos prejudica, e obtermos o resultado dessa mudança daqui há 30 anos no mínimo.
Seria o tempo de maturação que conduziria os nossos filhos e netos a uma educação modelo Primeiro Mundo.
Resta saber quais seriam os líderes brilhantes que de forma exemplar iriam compor o grupo que realizaria essa Revolução. Aí é que está o problema.
E não venham me perguntar quais seriam eles, porque eu não tenho a mínima ideia. rsrsrs

Max Matos, dizendo tudo.

Sexta, 07 Julho 2017 00:33

Nem golpe, nem ilegítimo

Escrito por

Em junho de 2013, aconteceu a maior manifestação popular da era contemporânea no Brasil, que reivindicava o Passe Livre e tinha como um dos lemas a independência de ação sem participação de partidos o que desagradou a todos eles principalmente o PT, ao ponto do então ministro chefe da secretaria geral da presidência da república Gilberto Carvalho, que indignado soltou uma "pérola" ao afirmar que, "manifestação popular sem apoio de um partido era golpe".
Vejam o conceito de liberdade de expressão desse cidadão. Isso significa que a expressão "Golpe" sempre foi um discurso preparado pra desqualificar qualquer futuro ato desfavorável ao governo e as esquerdas. É como um time de futebol que perde o jogo e culpa o árbitro pra desmerecer o vencedor. E a oportunidade aconteceu quando iniciou-se os movimentos para depor a presidenta Dilma através do Impeachment que é um recurso constitucional. A manobra foi pra fazer a militância repetir e disseminar para que o povão e até pessoas esclarecidas também acreditassem e ficassem repetindo.

Outra coisa é chamar o atual presidente de "ilegítimo". Ora! Temer pode ser corrupto, mas não está no cargo de forma ilegítima pois chegou lá pela lei, afirmar o contrário é uma incoerência à própria lei e a nossa gramática, levando a população a entender essa expressão de forma errada. Até porque chamar Temer de golpista não é nenhuma ofensa. E o tal "golpe" que falam, foi apenas o que ocorre constantemente no próprio Congresso, nas assembléias legislativas e nas câmaras municipais à toda hora, quando parlamentares articulam para mudar algo combinado contrariando outros até do mesmo grupo político.

Max Matos, dizendo tudo.

Sexta, 30 Junho 2017 04:54

Mal educados nos cinemas

Escrito por

Mesmo se pagando um preço especial numa sala de cinema nos Shoppings, temos que aturar as pessoas mal educadas que apesar das advertências antes da projeção, insistem em vozeirar mesmo durante a exibição do filme. Parecem querer bradar: "Eu estou aqui, me ouçam". E o pior é que só sai abobrinhas idiotas e risos sem graça e razão. Isso sem falar no irritante crok...crok do mastigar das pipocas. Essa herança e dependência cultural americana infelizmente incorporada à nossa cultura há anos. É claro que isso acontece mais por parte da galera mais jovem, que está vivendo a fase da necessidade de ser notada e ainda não entenderam o que é espaço comum e por isso se portam como se estivessem em suas casas, pois acham que pagando ingresso podem fazer o que querem.

Há algum tempo não vou ao cinema nos primeiros dias do lançamento do filme ou às segundas feiras que é o dia de promoção com preços populares. Aí é zebra!!!
Max Matos, dizendo tudo.

Sexta, 30 Junho 2017 04:10

Brasil, riqueza inesgotável

Escrito por

Corrupção no Brasil & Ali Babá: Nada haver - É comum se fazer a analogia irônica entre a corrupção na política brasileira e os fictícios personagens do conto, "Ali Babá e os 40 ladrões" do histórico livro, AS MIL E UMA NOITES. Só que essa comparação é equivocada, pois da forma colocada é como se Ali Babá fosse também ladrão e chefe da famosa quadrilha, quando na verdade o simpático personagem árabe, era apenas um honesto e pobre lenhador que acidentalmente descobriu a caverna esconderijo de uma quadrilha composta sim por 40 ladrões. E quando isso ocorreu, ele não foi usurário. Entrou, pegou o quinhão que lhe interessava e veio embora satisfeito. Já o seu ganancioso irmão Kassim que era rico, quis fazer o mesmo mas, não imaginava que a fortuna fosse tão grande, quis se lambuzar e se deu mal. Esqueceu a senha pra saída, foi descoberto e morto pelos ladrões.

Aí sim, é que eu vejo a grande semelhança dessa história com a nossa política. Porque aqui, os governantes em todos os níveis, sabem que o país é rico e fácil pra locupletaçoes. Mas não imaginam o tamanho da riqueza e quando chegam ao poder e se deparam com ela, se perdem, contrariando os discursos de ética e de moralidade que professaram antes de serem eleitos. Foi exatamente o que aconteceu com o PT.

Na verdade, esses governantes ainda não sabem exatamente que esta é a nação mais rica do planeta, pois há quinhentos e dezessete anos é roubada pelos de fora, pelos de dentro e continua de pé, matando a sede dos seus ladrões que bebem insaciavelmente neste poço dadivamente inesgotável que é nossa fortuna, que quanto mais é roubada parece que aumenta ainda mais.
Torçamos todos para que estes inescrupulosos homens que se dizem públicos, nunca tomem a real consciência dessa sagrada verdade. Aliás, alguém já disse uma vez que, "O Brasil é tão rico que é roubado durante a noite mas ele se recupera durante o dia por conta desta inesgotável riqueza".

Max Matos, dizendo tudo.

Quinta, 29 Junho 2017 12:14

Cara de pau

Escrito por

Além de corrupto comprovado, esse Temer é também um tremendo cara de pau. Ele agora está agindo igual a todos os outros acusados que cometeram seus crimes e não querem que os mesmo sejam apurados pra continuarem roubando sem serem punidos. Não o chamo de golpista porque isso é um "discurso dirigido" pra ser repetido pela militância e ser entendido como verdade, nem tão pouco de ilegítimo, desde quando o impeachment está dentro da lei. O chamo sim, de cínico e enganador contumaz do povo brasileiro.
Ele agora ousou ameaçar Rodrigo Janot com insinuações de desonestidade numa demonstração de desespero, pois está sentindo que perderá o mandato e corre até o risco de ser preso antes de Lula.

Max Matos, dizendo tudo.

Domingo, 25 Junho 2017 02:22

Gostei de ver isso

Escrito por

 

1052 Animais no Shopping

Praça de Alimentação do Shopping Iguatemi.
Com a lei demagógica que libera a presença de animais em qualquer lugar, alguém tinha que se previnir e evitar o que seria abuso e um desconforto para a população que é obrigada a dividir qualquer espaço com cães, gatos e outros bichos. Coisa que desagrada até mesmo a pessoas que possuem animais de estimação. Só falta termos que aturar animais no cinema, e a as associações protetoras dos animais contestarem essa posição do Shopping Iguatemi.

Max Matos, dizendo tudo.

Domingo, 25 Junho 2017 02:06

Que justiça é essa?

Escrito por

 

 

1051 RogerRoger Abdelmassih: 53 estupros, condenado a 171 anos, cumpriu 3, ficou doentinho e ganhou prisão domiciliar.
Zé Bororó: 1 estupro, condenado a 20 anos, cumpre 12, está doente mas continua preso.
Justiça flácida e corrompida.
Quem contesta que
apareça.

Max Matos, dizendo tudo.

Página 5 de 8