Max Matos

Max Matos

Quarta, 15 Novembro 2017 03:45

Aécio Neves: Um verdadeiro cínico

Num total desprezo e indiferença a inteligência do povo, esse corrupto cara de pau afirma que, "uma possível candidatura do apresentador Luciano Huck, a presidência da República, seria a falência da política". Pode?

O pior, é que não teve um jornalista descomprometido que lhe perguntasse, que moral ele tem pra falar essa barbaridade, desde quando ele foi quem faliu a política brasileira por ser um parlamentar comprovadamente desonesto, afastado pelo seu próprio partido e numa manobra indecente retornou ao poder e destitui o então presidente Tasso Jereissat com o apoio e proteção de um bando de colegas tão sem vergonha quanto ele?

Max Matos, dizendo tudo.

Fundo eleitoral de R$1.700 bilhões.
Nessa hora não existe o "Fora Temer", não existe "bate panelas" e nem manipulação para paralização geral com mortadelas e tudo.
Onde está a ética e a tal ideologia? Onde está esse povo que só vai as ruas quando estimulado, quando manupulado pelas forças da direita ou pelos sindicatos da esquerda?

Nessa hora os partidos não têm interesse que o povo se manifeste nas ruas, pois fazer propaganda de graça e pro povo pagar a conta é só o que todos eles querem.

Inglórios exploradores da ignorância, da pouca politização e da passividade de um povo que ainda não aprendeu a reagir de verdade.

Max Matos dizendo tudo.

Segunda, 13 Novembro 2017 22:38

Mordomias pós impeachment

Após um impeachment claramente negociado entre o ministro petista Ricardo Lewandowski, o super corrupto Renan Calheiros e também os contrários com "rabo preso", a ex-presidenta Dilma Rousseff parece estar muito mais feliz sem o mandato. Tá com a vida que pediu a Deus!
Agora mesmo, está fazendo mais uma viagem turística pela Europa. Com dinheiro público, é claro. Pode?
Aproveita, menina!

Max Matos, dizendo tudo.

Diversos crimes acontecem todos os finais de ano por presidiários cuja a lei lhes concede o INDULTO, que é o direito pra ele passar o Natal com a família (É muito direito para o gosto da sociedade) mas eles aproveitam e cometem crimes.

Lembrem daquele crime bárbaro acontecido há seis anos, quando uma senhora foi sequestrada junto com a filhinha de 8 anos no estacionamento de um Shopping em Salvador, levada em seu próprio carro para um local ermo e assassinada por um indivíduo INDULTADO duas horas antes.

Max Matos, dizendo tudo.

Estão abertas as inscrições para a 4ª edição do Prêmio Jânio Lopo de Jornalismo.

Após quatro anos o vereador o vereador Téo Senna (PHS) relançaem 2017 o Prêmio Jânio Lopo de Jornalismo, instituído em 2010 (Projeto de Resolução 14/2010 de sua autoria). O objetivo é destacar o trabalho dos profissionais que fazem a cobertura política da Câmara Municipal de Salvador, ao tempo em que presta uma homenagem ao jornalista Jânio Lopo, falecido em 5 de março de 2010. Os candidatos podem realizar as inscrições, entre os dias 13 a 24 de novembro, através do Portal da CMS (www.cms.ba.gov.br).

 

Os inscritos estarão aptos a concorrer aos votos dos 43 vereadores de Salvador para as categorias de Rádio (1), Jornal Impresso (1), Televisão (1), Internet (2). A votação ocorrerá durante a sessão ordinária no dia 27 de novembro, por meio de urna instalada no Plenário Cosme de Farias. A categoria internet terá dois vencedores, uma vez que o segmento comporta um número maior de profissionais que estão presentes nas coberturas ‘in loco’. A premiação será no dia 20 de dezembro.

Jânio Lopo era carinhosamente chamado de “companheirinho”, trabalhou nos principais veículos impressos de Salvador e, dos seus 30 anos de carreira, 20 foram dedicados à área política. “Esse é um prêmio de extrema importância para a imprensa e também para a Câmara, pois é o reconhecimento do nosso trabalho em prol da sociedade e também do profissional que cobre a Casa”, destacou Téo Senna.

 

Para se inscrever basta ser jornalista/radialista, preencher o questionário (nome completo, registro profissional, telefone, e-mail, veículo de comunicação e a categoria que deseja concorrer) e haver coberto jornalisticamente a Casa durante o ano de 2017.

 

Enviado por, Lílian Kastro

Assessora de Comunicação do vereador Téo Senna

Quinta, 09 Novembro 2017 02:21

Consciência Negra

Vem aí o dia 20 de novembro e espero que a imensa comunidade negra através dos grupos organizados, faça com que a histórica data não fique apenas nas comemorações e nos discursos políticos. Que seja encarado da mesma forma autêntica que o seu herói e mártir ZUMBÍ o fez, com coragem e determinação.
Mesmo porque, naquela época nada o era favorável. Ele não tinha a lei Afonso Arinos, para ser usada na sua defesa por algum ilusório advogado. Ele não tinha carro de som para amplificar a sua voz, encorajar e mobilizar os seus seguidores.

Ele não tinha imprensa para divulgar suas atividades. Não existia eleição e se existisse negro não era cidadão e assim não poderia votar. Zumbi não contava com políticos oportunistas para visitá-lo no Quilombo dos Palmares levando cestas básicas, promovendo feijoadas, sorrisos forçados e sair apertando a mão da negrada lhe prometendo falsos favores com "apoio público" ainda que falso.

Hoje tudo é mais fácil. O negro tem a imprensa, tem a lei, tem advogados, tem carro de som, mesmo ainda sofrendo com o racismo é visto com uma certa simpatia pois legou à sociedade coisas positivas como a sua cultura através dos blocos afros, suas iguarias, a capoeira, sua religião, suas festas que se tornaram populares e que agradam à todas as raças e classes.

Max Matos.

* Esse texto foi publicado no jornal A Tarde em novembro de 1985.

O Pecado está dentro de casa:
O papa Francisco é hoje um dos homens mais odiados do mundo. Não por ateus, evangélicos ou muçulmanos. Mas por alguns dos seus próprios seguidores que não aceitam suas mudanças, e sua popularidade universal. Quem afirma é o jornal inglês, The Guardian.
Leiam a matéria no link abaixo.
https://amp.rfi.fr/br/europa/20171028-jornal-ingles-diz-que-papa-francisco-e-um-dos-homens-mais-odiados-do-mundo

Max Matos, dizendo tudo.

Como se não tivessem nada nos seus abarrotados cofres, o PT explora os incautos pra ajudarem nas caravanas do ex-presidente Lula pelo Brasil.
Vejam a cara de pau de Gleisi Hoffmann. Essa mulher que foi escolhida pra presidir o partido apenas pra ganhar um status a mais pra enfrentar as investigações sobre ela na Operação da Lava Jato.
Acho justo se dar a ela o mesmo tratamento que estão dando a Luislinda Valois, que queria alterar a Constituição em benefício próprio.
É esse o Brasil e as pessoas que o povo confia por ignorância ou por falta de consciência política.

Max Matos, dizendo tudo.

Veja o vídeo que mostra uma ação de vandalismo violento. Um autêntico ato de terrorismo, típico do Estado Islâmico. E quem vai arcar com esse prejuízo aos cofres públicos? Nós, é claro. Uma Influência clara dessa esquerda patética e incompetente.

Enquanto isso, o governador "tirava onda" em Cuba, sob a justificativa de busca de novos investimentos para a Bahia. Ao meu ver uma visita politicamente incorreta.

Max Matos, dizendo tudo.

https://www.google.com.br/amp/m.gp1.com.br/noticias/amp/membros-do-mst-destroem-estrutura-da-produtora-igarashi-na-bahia-423332.html

Sexta, 03 Novembro 2017 02:19

Luislinda Valois desistiu do aumento

A ministra dos Direitos Humanos Luislinda Valois, tinha reclamado que, por causa do teto constitucional, só estava recebendo R$ 33,7 mil. É que ela não pode receber o salário integral de aposentada pois já recebe 31 mil como ministra. Assim sendo, insatisfeita, ela comparou este valor ao de "trabalho escravo". O que é um absurdo.
Só que diante da repercussão, ela caiu na real e desfez o pedido ao governo que foi pautado em mais de duzentas páginas.

Ainda assim, ficou feio pra senhora, cara ministra. Pois na sua função governamental a senhora, já dispõe de; "cartão corporativo, apartamento funcional, carro com motoristas além de jatinho da Fab pra viajens relativas ao serviço". Isso não é suficiente, cara ministra?
O certo é que, com essa atitude, Luislinda contradisse todo aquele velho discurso de sofrimento, ética e comportamento que sempre manteve.

Max Matos, (decepcionado) dizendo tudo.

Página 1 de 11