Quinta, 26 Outubro 2017 02:06

O escravocrata versão 2017

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

"Mesmo que um trabalhador seja encontrado em condições degradantes a dignidade humana, se ele não estiver impedido de ir e vir, tal situação não irá caracterizar que ele esteja em condições de trabalho escravo".
Foi o que propôs o ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), por meio da Portaria nº 1.129, publicada na segunda-feira, dia 16. Ele é pastor evangélico, pode?
Safado! É o desespero de Temer pra agradar a bancada ruralista e ganhar os votos necessários pra se safar dos processos que o levariam a perder o mandato.

Ainda bem que a ministra Rosa Weber do STF, vetou esta indecente proposta.
Pelo menos, por enquanto, né?

Max Matos, dizendo tudo

Ler 16 vezes Última modificação em Quarta, 01 Novembro 2017 12:49

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.