Terça, 05 Setembro 2017 02:59

O fenômeno Wilson Simonal

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Ele foi um cantor perfeito e um comunicador como nenhum outro. Mas foi ingênuo e traído por aqueles cujo seu sucesso incomodava. Mas a vida é assim. Você acerta 100%, quando falha em 1%, é execrado impiedosamente. É assim a nossa implacável humanidade.

Quem encabeçou e promoveu essa onda de "Simonal dedo duro" foi o cínico e dissimulado, cartunista Ziraldo com seu colega Jaguar, junto com Millôr Fernandes, Henfil, e o jornalista Sérgio Cabral, (pai do ex-governador que hoje está preso por detonar os cofres públicos do Rio de Janeiro) todos comunistas de carteirinha.

Eles criaram o famigerado tabloide, difamador que foi, O PASQUIM, que era a única oposição jornalística ao governo militar. A razão do ódio, era porque eles achavam que por Simonal ser um negro com tamanho poder de comunicação poderia usar aquilo contra os "milicos". Daí a revolta seguida da abominável calúnia que cerceou o trabalho do artista que ficou sem poder exercê-lo e isolado até morrer, pois ninguém queria contratá-lo com medo de represálias. Todos os que ainda estão vivos, amargam isso nas suas consciências. Se é que as têm.

Max Matos, dizendo tudo.

Ler 95 vezes Última modificação em Terça, 05 Setembro 2017 03:10

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.