Terça, 01 Agosto 2017 19:13

SESSÕES DO CONGRESSO: O DESCASO COM OS ORADORES NAS CASAS LEGISLATIVAS DO PAÍS.

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Vejam neste vídeo como funciona por exemplo, uma sessão no Congresso Nacional: O deputado é anunciado pelo presidente Rodrigo Maia que lhe autoriza a iniciar o seu pronunciamento. Ele o inicia se dirigindo ao próprio presidente como sempre acontece.
Agora observem que logo em seguida o presidente Rodrigo Maia se ausenta da mesa passando por trás dele abandonando o plenário pra resolver outra coisa sem ouvir o que o deputado falou. Ou seja, Rodrigo não dá a mínima importância ao que o colega vai falar, confia no seu assessor que lhe transmitirá tudo depois. Isto é, se ele ainda se interessar em querer saber.

Esse tipo de procedimento é comum em qualquer plenário do país. Ninguém presta atenção ao parlamentar que está usando a tribuna. A não ser quando ele cita de forma contundente ou acusa algum colega. Ah!...Aí este colega atingido se encrespa logo, fica todo nervosinho e pede um aparte pra se defender.
Mas normalmente é assim, quando há um orador na tribuna os colegas, estão sempre desatentos, estão conversando com um outro colega ou falando ao celular.
Só quem fica ligado no discurso do parlamentar são os taquígrafos e os assessores da mesa.

Infelizmente e vergonhosamente, este é o comportamento corriqueiro dos parlamentares numa sessão onde se decide coisas tão importantes para os destinos de uma cidade, de um estado ou da nação.

Veja o vídeo no final da página.

Max Matos, (que vivenciou isso de perto como assessor parlamentar) dizendo tudo.


 

Ler 130 vezes Última modificação em Terça, 01 Agosto 2017 19:49
xxx

Mídia

1 Comentário

  • Link do comentário Alexandre Cruz Sexta, 04 Agosto 2017 01:23 postado por Alexandre Cruz

    Presenciamos também um fenômeno da era digital, oradores falando enfaticamente para um plenário vazio, porque apesar de se dirigirem aos seus ausentes colegas, falam mesmo é com o audiência de suas TVs.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.