Beijo forçado2ASSUNTO POLÊMICO SOB O PONTO DE VISTA DE UMA MULHER - (Republicação)

* Carnaval, em Salvador, é algo único e especial. Mas, também, é um evento onde as pessoas cometem muitos excessos. Adoro estar nos circuitos e aproveitar, ao máximo, todas as atrações. A única coisa que não gosto é da violência, principalmente, a cometida contra as mulheres.
Todas nós temos direito de curtir essa festa, sem sermos desrespeitadas, estando acompanhadas ou não. Quando uma mulher está sozinha, na avenida, não quer dizer que ela está disponível e que os homens têm o direito de ultrapassar seus limites.
Nunca aceitei a prática do beijo roubado e/ou forçado. Para mim, o beijo é uma troca de carinho e, como troca, deve ter o consentimento e a vontade de Beijo na raça.200ambas as partes. Sei que posso parecer antiquada mas não me sentiria bem, sendo beijada por alguém que nem conheço, simplesmente, porque ele teve vontade ou porque o alto consumo de álcool, ou drogas, o fez agir assim.705 beijão2 CópiaBeijo forçado.2Apesar do beijo roubado ter se tornado prática comum, no carnaval de Salvador, e ser aceita por muitas mulheres, acredito ser um ato de violência, que constrange a vitima. Mas, essa semana, a coisa tomou uma proporção absurda: Um homem foi condenado por ter roubado um beijo, no carnaval de Salvador, em 2008.

A condenação foi de 7 anos de prisão porque ele foi julgado pela prática de estupro, um crime hediondo. Isso me deixou perplexa.

Beijo na raça.200Apesar de não aceitar a ação e achar que se trata de uma violência, jamais a classificaria desta forma.
O beijo não pode ser igualado ao estupro e sim, a um constrangimento ilegal. E, desta maneira, o agressor cumpriria penas alternativas ou pagaria multa.
705 - beijão2 - CópiaFico imaginando esse homem preso como estuprador e aí vejo a injustiça, da nossa justiça, que acabou praticando uma violência ainda maior, do que a do agressor. O homem errou, precisa aprender a respeitar limites mas ser condenado, como estuprador, é um absurdo.
Fico a questionar o porquê dessa atitude tão severa e como sairá esse homem, se a pena não for alterada, depois de 7 anos de convívio com verdadeiros criminosos.
Espero, de verdade, que a justiça reveja sua posição. Por isso, fica a dica: nesse carnaval, pule muito, curta bastante mas só beije muito, com consentimento.

TATIANA 20Tatiana Garrido é odontóloga.

Faça o seu comentário

Todos os campos * são obrigatórios

Captcha